Circunstâncias positivas para o emprego do Balão Redutor.

Indicações

- Pacientes com IMC acima de 35, refratários ao tratamento clínico, que apresentam contraindicações para o tratamento cirúrgico ou não aceitam o tratamento cirúrgico e apresentam doenças associadas à obesidade.

- Pacientes com IMC menor que 35 que apresentam doenças secundárias à obesidade ou refratários ao tratamento clínico habitual da obesidade por um período superior a três anos, contraindicação de drogas utilizadas no tratamento clínico ou doenças secundárias ao tratamento medicamentoso (hipotireoidismo secundário, distúrbios psiquiátricos droga-dependente).

- IMC menor que 35 e maior que 27 para fins estéticos.

- Preparo e seleção de pacientes com obesidade extrema (IMC > 50), para cirurgia de restrição gástrica (BIB teste).

- Redução do risco anestesiológico (cirurgia bariátrica, cirurgia geral, cirurgia ortopédica, cirurgia cardiovascular, dispneia de decúbito, apneia do sono, etc).

- Redução do risco cirúrgico (IMC extremo com doenças associadas).

- Redução do risco clínico de doenças crônicas graves ou que causem invalidez.

- Qualquer condição clínica que provoque lentificação do metabolismo (ex: hipotireoidismo) com dificuldade de perda de peso e facilidade de ganho, em pacientes com IMC acima de 27.

- Infertilidade e dificuldades para engravidar onde a obesidade configura com fator de dificuldade de sucesso.

- Obesidade infantil quando o balão é indicado por pediatras

- Em busca de efeitos estéticos ocasionados pelo excesso de peso em pessoas com IMC igual ou maior que 27.

- Obesidade causada por gestações repetidas.